Escolha uma Página

Eu não devo nada a ninguém,
Eu não sou do mal nem do bem,
no meio do caminho
fazendo a minha estrada
Sem pedir carona

Eu,
dançando com a vida,
De rosto colado,
Abraçando apertado,
Que delícia é viver

Fazendo a minha estrada,
Fazendo a minha história,
Eu faço passo a passo,
Minha humilde trajetória,

Viver feliz é uma arte,
Eu faço a minha parte,
Eu improviso,
Eu sei aonde eu piso

E sei que meu sorriso te incomoda,
E você nem disfarça
E sei que sua força é uma farsa

E dessa falsa
Não quero ver de mais ninguém,
E não me liga lá,
Pra me falar mal de meu bem,

Alô! Tá me ouvindo,
que eu não sei se deu pra entender,
esquece isso que seu compromisso
É com você.

O que se colhe,é o que se planta,
Não adianta Regar a planta, Com veneno na garganta

Não é assim que a banda toca,
Então se toca,
Não me provoca,
Com esse tipo de fofoca.

E troca o disco,
E bota um som bom pra rola,
Que a minha vida,
Eu já tirei pra dançar.

Já faz tempo que eu tirei a minha vida pra dançar.Resolvi um dia dar uma chance a mim, dar uma chance de conhecer e fazer coisas novas.Viajar, conhecer lugares, ler todos os livros que eu tenho vontade, criar coisas novas, escrever e escrever, e fazer tudo o que eu tenho vontade.A felicidade bate na nossa porta em momentos não esperados, e quando ela vem o que podemos fazer é dizer sim, abrir a porta, deixar que novos ventos venham.
Dancem com a vida, não esperem alguém vir tirar você pra dançar.
Componham suas próprias melodias, não vivam das melodias alheias, elas são lindas sim, mas todo mundo carrega um compositor dentro de si.

>