Escolha uma Página

Não conto a vida por dias, por anos, por meses,  por aniversários e muito menos por estações, não. Conto a vida por suspiros, por cada respiração mais profunda, conto a vida por cores, por beijos, por batidas do coração. Conto a vida por adrenalina acelerada, por cada momento de medo, de euforia, por cada brilho intenso no olhar. A vida se conta por cada momento que perdi o folêgo.. Por cada momento que senti frio na barriga, por cada gosto, por cada cheiro, por cada toque. Conto a vida por momentos que fizeram toda a diferença, por momentos únicos, momentos secretos vividos com pessoas especiais, por momentos que um simples olhar falou mais que mil palavras, por momentos em que um beijo quebrou o gelo de um coração, por abraços que aqueceram a alma, por momentos em que perdoei, por momentos em que fui perdoada, por momentos que decidi voltar atras, por momentos que decidi segir em frente, por momentos que foram decisivos, por momentos que fizeram tudo valer a pena. Conto a vida em sonhos realizados, em sonhos que ainda serão alcançados. Conto a vida em cada passo de dança, conto a vida em cada canto, em cada conto que eu conto, conto a vida nos meus textos, nos meus olhos, na minha alegria e até na minha dor. Conto a vida em sentimento, conto a vida em cada glória, em cada superação. Conto a minha vida com emoção e com orgulho. Conto a vida em cada estrela, em cada pôr-do-sol, em cada amanhecer, em cada quebrar de ondas, em cada maré, em cada soprar do vento, em cada toque de destino. Conto a vida em pessoas que conheci, em laços que construi, em sorrisos que eu vi.. Conto a vida por tudo de mais lindo que já vivi.

>