Escolha uma Página
Já estava mais que na hora de eu falar sobre isso: Perfume. Sou viciada em perfumes, fragrâncias, cheiros… E tudo que alegra o meu olfato. Reconheço pessoas pelo cheiro da pele, é como a identidade de cada um, é como eu reconheço, traduzo, e arquivo dentro de mim… Quem reconhece a sua mãe pelo cheiro de mãe, sabe do que eu falo… Quem fica ali se cheirando após um encontro, sabe mais ainda.
Cheiro se não é tudo, é mais que meio caminho andado pra me hipnotizar. E  nada melhor que quem esquece seu cheiro em mim,  que deixa seu cheiro na minha pele, na minha roupa, aquele cheiro bom que fica impregnado na gente quem nem tatuagem…  Doce lembrança que desperta todos os meus sentidos e me transporta para o mundo da imaginação. Meu lado cinestésico mais aguçado. Pode ter mil defeitos, mas precisa ser cheiroso… E é incrível como algumas pessoas tem aquele cheiro de pele natural, um cheiro tão seu, tão único, que só a falta a gente pedir: Deixa eu te cheirar mais um pouquinho. Cheiro cria grandes âncoras em mim… Passo pela rua e o cheiro das flores me lembra o jardim de infâcia, cheiro de grama molhada, cheiro de terra, cheiro de chuva, cheiro de mar, cheiro de melancia, cheiro de nostalgia… Cheiro de banho tomado, de roupa com confort, cheiro bom, perfume que entra na nossa alma. Minha memória é via olfato, amo gente cheirosa. 
>