Escolha uma Página



Tem dias que dá vontade de se esconder, ficar quietinho pra ninguém nos ver. Ninguém entenderia…E a gente nem sabe se quer mesmo falar… Cabível um longo abraço e um colo.
Cabível entender que ficar triste é inevitável, pegar a lição, entender o próprio ciclo… E esperar passar, sem acelerar, sem se culpar. Ficar triste é bom pra entendermos o nosso próprio rumo, nosso ritmo, nosso passo, e só nosso. Desconfio de gente que não sente, de gente que não demonstra, que não chora, que não se emociona, que não pára e se questiona… Que não acha que tá tudo errado e quer começar de novo… De quem acha que tá certo, mas parece faltar alguma coisa. 
Desconfio que esse seja a pior das perdas, a perda da emoção.
Que adianta ter tudo neste mundo se você não pode senti-lo.
Que adianta todos os tesouros, se o que há de mais caro o dinheiro não compra.
Viver sem amor é morrer em vida. Não sentir, eu não sei.
E a gente não ama sem dor. Porque amor, meus caros, amor dói. E não tem Osho ou Dalai Lama que explique… Quem ama sente ciume, se importa, se entorta… Quem ama se dá por inteiro, sem pensar se vai se estrepar ou não, a gente vai apesar do medo. E é claro que a gente espera receber amor em troca… É claro que a gente espera… Não criar expectativas… Desconheço. Que a expectativa é a grande filha da puta da história, todo mundo sabe, mas, ela vive, apesar de nós… Ninguém ama pra sempre aquele que só trai.. porque acredita que o amor é só se dar… Ninguém ama pra sempre aquele que não corresponde… Porque amor, é isso, é um espelho que precisa de reflexo pra poder se enxergar. A gente quer é que dê flor, que chova, que tenha dias de sol e de chuva, que tenha cor, e dias cinzas também… Mas, viver no bege é pra amadores. O faz de conta definitivamente não atrai, não convence, e esse teatro todo é para tolos… Que ser ser humano é isso, é ficar triste, ficar feliz, errar, acertar, e viver grandes emoções… 
Santificado seja o amor correspondido. Santificado sejam aqueles capazes de admitir, sem medo ou vergonha, aquilo que todos nós sabemos: Nós queremos é ser amados. Nós queremos nos sentir bem aceitos, queremos ser importantes. Não é feio dizer, feio é não sentir de verdade.
Não sei como é ser feliz todos os dias, porque como hoje, eu tenho meus dias de tristeza, eu tenho meus dias de medo, tenho dias que me sinto imensamente sozinha.
E tenho dias de casa cheia, de puro sol. Mas sou como as estações… Dias de frio, de calor, de chuva e de muita flor.
E hoje eu entendo claramente que ninguém precisa entender meus ciclos, se eu me entendo, precisa apenas me amar… Porque amor, também é isso… Entender o tempo do outro.
Nada é eterno, a não ser o amor que deixamos neste mundo. Nada é verdadeiramente importante, a não ser ajudarmos uns aos outros e nos amarmos incondicionalmente. Nada é realmente importante se não consegues fazer alguém feliz. 
Não se engane não, nós viemos neste mundo pra sentir, e não importa se o sentimento agora for bom ou te faz chorar… Agradeça, você está vivo em vida. Embora não pareça, quem não sente, já morreu.


>