Escolha uma Página
“Nossas vidas não nos pertencem. Somos ligados uns aos outros no passado, presente e futuro e a cada crime e a cada bondade, nós damos vida ao nosso futuro.”“Do útero ao túmulo, todos estamos ligados… De uma forma ou de outra.”

“Eu acredito que a morte é apenas uma porta, quando uma se fecha, outra se abre.” 

“ O que é um oceano, se não uma multitude de gotas”.


“Eu o amarei para sempre.”



É preciso um olhar atento e uma mente aberta para assistir ao filme ‘ Cloud Atlas’, traduzido aqui no Brasil como ” A Viagem”. Fazia muito tempo que eu não assistia um filme tão bom – o suficiente para me fazer sair da sala do cinema e vir aqui escrever.
Três horas de filme, seis histórias diferentes que possuem uma interligação fantástica.

E é claro que os criadores de Matrix sabiam o que estavam fazendo… Crenças limitantes, novas realidades, uma vida muito além da lente do nosso olhar,uma ligação muito além da nossa compreensão, mundos paralelos, realidades criadas. O reflexo da vida e da natureza, o amor e a bondade como a forma maior de liberdade. A espiritualidade sem religião. A coragem de ir além. O motivo maior.

 Aquilo que fazes pode parecer pouco, mas o oceano é formado por multitude de gotas. Então faça. O que fazemos ecoará perante a eternidade.  Poderemos ser crucificados, parecer loucos, pareceremos ridículos, mas ainda assim, acreditaremos em um mundo livre, em mundo de amor. 

Sobre a mensagem – da qual cada um interpreta com o seu “mapa” –  Segue a minha: Continue buscando a verdade, se cubra de fé e esperança – nesta longa viagem. 
Abra seus “filtros” e assista, vale muito a pena! Fica a dica! Eu amei demais!

Me fez pensar em quando vale a pena ser uma gota. E que a ligação que temos uns com os outros, é eterna. Esse ciclo da vida, é simplesmente maravilhoso.











>