fbpx
Escolha uma Página

Pelo calendário gregoriano e a partir do viés da astrologia, o Ano-Novo começou nesta sexta-feira, dia 20 de março, à 0h50min, quando o Sol ingressou em Áries, dando início a um novo ciclo. Essa mandala astrológica, que envolve os doze signos do zodíaco, será regida pelo Sol e, de acordo com o planeta e a casa em que esse astro se encontra, impactos poderão ocorrer em determinada área de nossas vidas. Há outras manifestações em culturas diferentes de saudar o Ano-Novo, como por exemplo, no calendário maia é em julho, no dia fora do tempo; para os chineses e os judeus são outros períodos. Esse é apenas um olhar, uma forma de celebrar!

Energia e impulso

O Sol está ligado à força, ao masculino, ao ir para o mundo (impulso para a ação), porque nos remete à energia. Ele está sendo regido por Saturno, que nos pede responsabilidade, excelência e doação de nosso melhor. Há uma certa rigidez, mas também um convite para buscarmos toda a potência e toda a força em nosso interior. Apesar de ele ter muita luz, também carrega (reflete) as sombras. Então, neste ano, tudo o que não foi revisado em outros períodos e que precisa ser transmutado não passará em vão! Podemos dizer inclusive que essa energia se remete ao pai e, ao nos reconciliarmos com o nosso pai físico, poder-se-á abrir um grande campo para a espiritualidade.

Masculino e Feminino

É como se tivéssemos um renascimento. É preciso olhar para dentro de si e para as profundezas de nossa alma. Podemos fazer uma correlação a um nascimento, visto que, ao nascermos, dependemos da energia do pai (Sol) e da Mãe (Lua). É o masculino e o feminino que geram algo novo, uma nova criatura, um novo projeto, um novo movimento, uma nova parceria. Aliás, o período nos convida a termos parceiros e realizarmos troca. Dessa forma, podemos movimentar a nossa Roda da Fortuna, por exemplo. O período nos pede também equilíbrio ou a busca dele ao menos.

Qual é a sua entrega?

Somos movidos à liberdade e à cura. O ano também vem nos testar e nos coloca à prova para ver se estamos devolvendo tudo o que sabemos e tudo o que aprendemos, ou seja, se compartilhamos com o mundo os nossos talentos. Qual entrega você está fazendo ao Planeta? É momento de rever escolhas, profissões, relacionamentos em geral. Por muito tempo estivemos no piloto automático, mas o momento em que estamos vivendo nos pede pausa para reprogramar nossas escolhas.

Consciência no aqui e no agora

E como isso acontece? Treinando a integração entre o aqui e agora, com total presença. E com isso é possível reunir energia e força para realizar o que, de fato, viemos fazer neste mundo. Nesse viés, conseguimos a energia necessária para agir e atuar com consciência. Tendo esse movimento, evitamos nos tornar refém de uma desordem elaborada primeiramente pela mente, porque é ela que cria os mecanismos de aflição e ansiedade ou de relaxamento e total consciência do “agora”.

O ano também tem em sua conjuntura Capricórnio e pessoas afetadas por esse signo, muitas vezes, se colocam em um lugar em que acreditam que devem suportar tudo e todos, porém elas poderão sofrer muito com isso. Precisamos dialogar e dizer o que realmente pensamos.

Inteligência e sabedoria

Mas como avançar? Devemos sair do lugar comum, mas com bom-senso, inteligência e sabedoria. Além disso, podemos experimentar o moderno, ousar e usar as novas tecnologias e promover a inclusão! Isso parece ser um movimento bastante interessante. Abra sua cabeça, expanda e aja! É um período que pede expressão, comunicação, verdade. Mas a grande questão é: a responsabilidade da comunicação, daquilo que eu falo, o que eu expresso e penso verdadeiramente. Também é um ano para aprendermos a exercer a liderança autêntica! Aqueles casos em que a pessoa é uma personagem em cada lugar tendem a não vingar, porque terão dificuldades em manter algo que não corresponde às suas essências.

Autocuidado

É um período também em que é preciso atentar para o autocuidado e flexibilizar para alcançar as metas e os objetivos com leveza e com a alegria do Sol, visto que se observarmos o grande astro não faz força para brilhar! Ele se expressa e reluz com fluidez e da mesma forma devemos fazê-lo. Será um período em que as parcerias estarão em alta, mas é importante termos consciência de nosso valor. É um ano que pede comprometimento e fortaleza interior!

Outono chegou!

Também o 20 de março, no Hemisfério Sul, deu boas-vindas ao Outono, uma estação que nos pede recolhimento e reflexão. É uma fase em que precisamos também nos desapegar, deixar para trás o que não serve mais. A nova estação chegou na Lua Minguante e em Aquário, nos convidando a revisar pensamentos, sentimentos, atitudes, porque nossa realidade cocriada depende de tudo isso! Então, nossa relação com a vida, com a matéria e com o dinheiro está sendo posta à reflexão. O que ainda precisa ser visto em sua vida? O que você quer minguar, diminuir para dar espaço ao novo, às novas possibilidades e a uma nova realidade? É momento de se permitir para que a metamorfose aconteça e possamos florescer! Namastê!

>